segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Férias, recesso, etc


Gente, ....agora é esperar...2010 tá chegando e eu tô a mais de 6 meses não somente esperando por este novo ano como também , com muito prazer passando uma borracha em muita coisa deste não muito bom 2009. Minha mente tá limpa e aberta prá energias prá la de positivas e duradoras.
Até mais!!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Tianastácia lança o 8º disco 'Tianastácia no País das Maravilhas'



A banda mineira Tianastácia lança com força total seu novo disco neste final de semana em Belo Horizonte. "Tianastácia no País das Maravilhas" marca a volta da banda aos estúdios. Produzido por Ruben de Souza e pela própria banda, o trabalho contém oito composições autorais inéditas e duas regravações - Faroeste Caboclo, do Legião Urbana e a antológica Balada do Louco, dos Mutantes. "Tianastácia no País das Maravilhas" foi gravado no estúdio Minério de Ferro, do Jota Quest, e masterizado por Ricardo Garcia no Rio de Janeiro.O show de lançamento será um presente para os fãs do rock do Tianastácia: uma apresentação com entrada franca no próximo domingo, 20 de dezembro, na feira coberta do Mineirinho, a partir das 13h. A abertura fica por conta das bandas Cajaba, Cidadão Comum, Seu Silva e Cris do Morro, finalistas do Programa Vozes do Morro 2009. O programa é uma iniciativa do Governo de Minas Gerais e tem como proposta divulgar e valorizar a produção musical das vilas e favelas da região metropolitana de Belo Horizonte. O Tianastácia é um dos padrinhos desta grande iniciativa. Continuando o esquema do bem, a banda vai arrecadar brinquedos para crianças carentes durante o show. Os brinquedos serão repassados ao Servas, que distribuirá às instituições credenciadas.
"Em seu novo trabalho, o Tianastácia volta às suas origens com a velha e boa formação roqueira: vocais, guitarras, baixo e bateria. Destaque para a bem humorada "Guardanapo de Buteco", a balada "Mistério", além de "Londres" e "Ar Condicionado"; uma excelente nova roupagem para os clássicos "Faroeste Caboclo" e "Balada do Louco".

181 dias e um pingo ou pingos de esperança


Então...depois de dar um tempo tô de volta. Muito afim de que 2010 chegue logo ! E como aquela frase clichê diz : VOCÊ É 10,  TIROU NOTA 10, etc... Só nós resta esperar um ano bem diferente deste que passou. E que seja bem mais que 10.  Em tudo que acontece com a gente sempre é bom tirar ensinamentos. E nestes 181 dias longe do trabalho sou exemplo vivo de como a vida é.
Corremos. Trabalhamos demais. Almoçamos apressados. Dormimos pouco . Sem tempo. Tempo prá gente, pro outro, prá vida. E sentado aqui, mil coisas passam pela cabeça. É mais ou menos como se eu voltasse lá átras e tentasse enxergar as coisas de um modo diferente. Mas essa pressa, essa falta de tempo é  do ser humano. Uns aprendem com a queda. Outros com a própria sabedoria da vida.
Era isso que eu queria dizer !!!!

sábado, 28 de novembro de 2009

Obrigado






Blog é assim. A gente lê um aqui, acaba encontrando mais dois, mais cinco e acabamos  identificando em alguma coisa e os nossos favoritos só vão aumentando. Fiquei feliz com a repercussão da entrevista que fiz com o Reginaldo Gomes, um talento nato e gênio do rádio em Minas. Seu irmão, o Guttemberg Gomes, outro grande nome do rádio por aqui(atuando na Rádio Cultura AM e na Liberdade FM) acabou me deixando mais feliz. Não somente pelo seu comentário, mas por me fazer acreditar em algo no rádio que se vê muito pouco: UNIÃO. Eles, Reginaldo e Guttemberg são irmãos. Têm a mesma profissão e são exemplo incontestável dessa UNIÃO a que refiro. UNIÃO de querer bem, de ajuda mútua, de vibrar pelo outro, de ficar feliz com o trabalho do outro, de poder dar sugestões, ajudar, colaborar, de saber calar quando se faz necessário, de apoiar e por ai vai.
Obrigado Guttemberg pelas palavras. E em breve, mais precisamente em 2010(rs) espero voltar ao rádio ! Confiram o blog dele no http://gutegomes.wordpress.com/

Doorganizer


O Doorganizer é uma opção para você não esquecer coisas importantes quando sair de casa, como chaves, lista de compras, celular, contas, etc.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Morrissey é considerado maior letrista britânico


 Um acadêmico escocês lançou um livro em que afirma que o cantor Morrissey, ex-vocalista da banda The Smiths, é o maior letrista da história da música popular britânica.
Gavin Hopps, palestrante da Universidade St Andrews, é especialista em romantismo britânico e escreveu o livro Morrissey: The Pageant of His Bleeding Heart ("Morrissey: A encenação de seu Coração que Sangra", em tradução livre).
Hopps acredita que o trabalho de Morrissey pode ser comparado à obra de grandes nomes da literatura como Samuel Beckett e Oscar Wilde e também a grandes nomes da comédia britânica como Frankie Howerd e George Formby.
"O livro do acadêmico escocês explora todos os grandes assuntos das letras do compositor como amor, melancolia e alienação.
Hopps já escreveu vários ensaios sobre poesia e música pop.

Brasil vai receber supercomputador da Suíça


O Brasil recebeu a doação de um supercomputador para auxiliar em pesquisas no ramo da neurociência.
A máquina em questão é o BlueGene/L, da IBM.
O equipamento foi doado pela Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, e será instalado no Instituto de Neurociências da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o chamado Campus do Cérebro, em Macaíba (RN). A previsão é que ele comece a funcionar em 2010.
O neurocientista Miguel Nicolelis, presidente da Associação Santos Dumont para Apoio à Pesquisa (Aasdap), que coordena o projeto de pesquisa em neurociência, afirma que o equipamento será o primeiro supercomputador do Hemisfério Sul.
Ainda de acordo com o pesquisador, a máquina poderá ser usada para trabalhos em várias áreas do conhecimento, além dos estudos cerebrais, como análises de mudanças climáticas e modelos biológicos.
O supercomputador tem capacidade de 22 teraflops, custa em torno de R$ 20 milhões e pesa duas toneladas. O governo da Suíça e o MEC estão estudando uma forma de trazer a máquina para o país, já que ela não pode ser desligada durante o transporte. O Ministério também é responsável por arcar com os custos da construção da nova infraestrutura em Macaíba para receber o equipamento.
O MEC prevê um investimento de R$ 100 milhões ao longo dos próximos anos no Campus do Cérebro. Para receber treinamento para operar e cuidar da manutenção do supercomputador, cientistas e técnicos brasileiros serão enviados à Suíça.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Outro gênio do rádio!


Conversei com mais um gênio do rádio em Minas: Reginaldo Gomes! Grande profissional!

1 - Primeiramente aquela pergunta básica: como você começou no rádio?
Comecei em 1978 em Barbacena, terra de grandes comunicadores, jornalistas e nosso ministro Hélio Costa; sempre fui ouvinte de rádios como mundial, tupi, globo e na minha cidade vivia participando, piolhando todos os principais programas de rádio;
Um amigo que era locutor e colega de escola me incentivou muito ao comentar sobre a minha voz quando respondia "presente” em sala, o que me fez procurar algo na área.
De Barbacena fui estudar comunicação em Juiz de Fora onde também trabalhei com várias feras do Rádio na Super B3, emissora do Diários Associados, onde atuei ao lado de Francisco Barbosa (atualmente Rádio Tupi do Rio) Mário Helênio, Helena Bittencourt, Paulo César Magela, Leopoldo Siqueira (hoje na TV Alterosa) e muitos outros.

2 - Quando se fala em Reginaldo Gomes, é impossível não se lembrar da época em que você era Coordenador Artístico da BH FM. Como foi essa experiência em coordenar uma rádio que ficou um bom tempo em primeiro lugar geral no IBOPE?
Quando a gente se torna coordenador artístico em empresas sérias é porque se tem no mínimo experiência em programação musical. Antes de trabalhar na BH FM fui programador musical também na Del Rey FM, ali foi mais um grande aprendizado com Zancar Duarte, o meu padrinho em BH que me descobriu em Juiz de fora.
Quando cheguei a BH FM já tinha feito programação musical, gravação comercial, noticiários, reportagens policiais e locução, coisa rara nos coordenadores artísticos, e isso é um diferencial, em você cobrar o que você conhece, o que você sabe como funciona e no mínimo você pode ajudar a sua equipe em coisas básicas como dicção, entonação, um “help no inglês" , como se fazer um testemunhal e não virar um papagaio de hora certa e frases prontas, como respeitar o seu ouvinte, como recebê-lo, atender as suas ligações, descobrir o que ele quer através de muita pesquisa, comparecer nos pequenos, médios, grandes eventos, ir aos bares, danceterias, festas de bairro, etc., para sentir na pele o que as pessoas gostam, querem, precisam...
É mais ou menos assim técnico que nunca jogou bola e coordenador que nunca ficou a um palmo do microfone... Complica...

3 - Você viveu um período no rádio em que a música era um grande diferencial. Hoje o acesso a qualquer tipo de música é muito fácil. Em sua opinião, qual a importância da música para o rádio de hoje?
A música sempre será um grande diferencial; ela será liquidificada dentro de uma programação com uma frase inspirada de um comunicador, enganchada com uma promoção, buscando aquela "pessoa" do outro lado, isso mesmo uma pessoa e não um número “15/24”, “C zona 6”, ou um "30 /39 ou +" , usemos o Easy Media (aliás, eu era bom nisso, devo ser ainda...[risos]) mas busquemos as pessoas, não podemos ficar assentados em números. Direção artística é muito mais que isso e as batalhas são feitas dentro e fora da emissora. Muitas vezes a gente faz grandes descobertas não decifrando e masturbando os números do Ibope, mas conversando com “pessoas” na rua, nos bares, nos shows, com os motoristas da rádio, ouvintes da concorrência... é por aí.

4 - Como explicar quase 14 anos absolutos de audiência da BH FM?
A fórmula é trabalho, coerência, perseverança... e muita liberdade pra pensar, fazer e deixar acontecer sem pressa mas com determinação, garra e tesão da equipe.
Uma coisa é indiscutível: pessoas certas nos lugares certos nas horas certas (risos).
Isso a gente soube fazer muito bem e minha velha equipe está de parabéns: Joenio, Willian, Bell, Zé Carlos, Mardone, Paulo Roberto, Edson Aquino, Everton Gontijo, Wagner Cocsis, Jordan Gomes, etc.
Era como um time afinadíssimo de futebol, eu só mexia quando o cara estava muito doente e raramente eu dava um cartão vermelho; a outra curiosidade é que eu não contratava locutoras. Não dava liga mesmo. Eu estava certo (risos) e Beth Maia a única que eu contrataria era concorrente minha na época (risos).
Adoro AM, comecei fazendo, ouço muito, já tive convite e a qualquer hora enfio a cara de novo. Sempre ouvi Globo AM. De repente divido com uma FM, ia ser ótimo.

4- Marcelo Braga da Rede MIX de Rádio disse que estamos vivendo a era dos “filtros pessoais”, sendo que, cada vez menos, as pessoas aceitam que o veiculo lhe imponha determinado conteúdo. Como encara essa nova realidade?
Claro respeito o pensamento do Marcelo. Mas é como estávamos falando, temos que trabalhar, fazendo descobertas a cada dia, agradar um ouvinte novo a cada hora.
Impor conteúdo é totalmente relativo? Vamos falar de programação musical o que incomoda mais? Tocar o mesmo todo dia ou inventar? Ousar? “delirar”...
Incrível como você pode conversar com qualquer pessoa de gravadora hoje e perguntar sobre a liberdade que se tinha alguns anos atrás; as rádios lançavam mais, muito mais... isso é um retrocesso do rádio. Só prá lembrar, eu lancei na BH FM o primeiro programa de axé fora da Bahia, chamava-se “O Som da Bahia”...
Lançamos na BH FM o programa "Chocolate”, era infantil que eu mesmo apresentava e era o programa com a maior pontuação da emissora, isso mesmo, a maior audiência, o maior numero de ouvintes da BH. São vários exemplos como o Forró que lançamos na FM Grande BH e que levou a rádio para as primeiras posições.
Resumindo filtros são para impurezas, certo?

5 - O que você acha das radiowebs?
Ainda bem que se tem muito que fazer nas webradios. Vou montar alguma coisa ano que vem, com uma programação muito específica e continuo procurando um parceiro$o forte pra outro projeto. Além de Marketing tenho formação em Educação a Distancia e quero fazer algo na área.

6 - Qual sua opinião do rádio paulista e do carioca?
Trabalhei em rádios de rede e de grandes grupos como: Band, Transamérica, Diários Associados e Sistema Globo de Rádio. Eu coordenava e locutava na BH FM e na Globo AM e ainda dava um força na Tiradentes de Monlevade, é mole?
A diferença é só o número de rádios e no salário (risos). Muda-se o tapete, mas os ácaros são os mesmos...

7 - E o rádio feito aqui em Minas?
A diferença é o salário e a acomodação. Briga-se menos hoje, contenta-se com muito pouco...Arrisca-se menos e erra-se mais. O "poder" de meia dúzia cala, amarra e cega todo o resto.

8 - Você tem um ídolo no rádio?
As equipes com quem trabalhei na Correio da Serra, Del Rey FM, Radio Sociedade, 98 FM, Radio Mineira, Radio Tiradentes, Radio Globo, Mineira do Sul, Band FM, Extra FM, Universal Studios Florida, Grande BH, Transamérica, BH FM.

9 - O que você tem ouvido ultimamente?
Muito samba rock (curto demais). No rádio ouço meu brother Gutemberg Gomes no Evidências da Liberdade FM, Guarani FM (vale muito a pena) Band News, Globo AM com Antonio Carlos e o Carlinhos (risos) e dou aquela sapiada profissional na Liberdade FM, BH FM, Transamérica e Itatiaia - Eduardo Costa to sempre ouvindo.

10 - Para fechar, o que diria sobre a profissão, para os mais novos na carreira?
Numa carreira onde tive como patrões: Emanuel Carneiro, Manoel Diamantino, Juracy Neves, João Veras, Marco Aurélio Jarjour Carneiro e outros só tenho que agradecer pelo aprendizado.
Arregacem as mangas bem cedo, corram prá dentro dos veículos, façam amizades, muitos contatos, pois a gente sabe que na faculdade a maioria dos mestres nunca meteu a “boca na latinha”, nunca perdeu a fala de tanta emoção numa entrevista, não sabe o que é uma ouvinte chorando na portaria da emissora louco pra conhecer o comunicador, não recebeu a ligação do ouvinte dizendo que você salvou a vida dele e você nem sabe o por que! Comece a ouvir muito rádio, compulsivamente e descubra o que você gosta, e porque você gosta. Que rádio você quer fazer? E melhor ainda faça suas economias, compre uma emissora e me contrate que eu tô a fim de voltar pro G4 (risos).
 
Reginaldo Gomes: 9984-4815

terça-feira, 24 de novembro de 2009

130 mil cópias em um dia



O disco de estreia da cantora Susan Boyle, revelada em um programa de TV do Reino Unido, pode ser o trabalho de estreia de um artista novo que mais rápido vendeu no páis em todos os tempos.

Se a previsão se confirmar, Boyle terá desbancado os rapazes do Arctic Monkeys, que detém o título com "Whatever People Say I Am, That's What I'm Not", de 2003. Outra estimativa é a de que o disco deve ser o mais vendido do ano na Grã-Bretanha.
"I dreamed a dream" vendeu 130 mil cópias apenas em seu primeiro dia nas lojas e sites, de acordo com o The Official Charts Company, que mede as vendas de música no Reino Unido. Os 'Macacos do Ártico', quando lançados, alcançaram o número de 376 mil cópias em uma semana.



segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Havaianas personalizadas



A Havaianas numa ação de solidariedade está doando 1.500 pares para Childhood Brasil – organização fundada em 1999 pela Rainha Silvia da Suécia, que trabalha pela proteção da infância contra o abuso e a exploração sexual, sempre focando em três pilares: informação, educação e prevenção. As sandálias personalizadas estão sendo vendidas durante a Exposição de Moda Vintage, com curadoria de Lilian Pacce, no 9º andar do Shopping Iguatemi(SP) até a próxima Quarta-feira.

sábado, 21 de novembro de 2009

Essa é chiclete!




Esse é o primeiro post que eu faço sobre a maior doida da atualidade. Essa coisa loira está aparecendo em todos os lugares (até no Fantástico!)…é uma praga mesmo: LADY GAGA
Enquanto Britney e Aguilera, no auge da fama, se encontraram com Madonna e deram um selinho bem mixuruca, a Lady Gaga já desceu o cacete na vovó do pop em pleno Saturday Night Live!(Acabei de ver a reprise).
Deixando as atuações fake de lado, a Gaga vai lançar oficialmente no dia 24 de Novembro o seu quase novo CD: The Fame: Monster. É “quase novo” porque não passa de um relançamento do disco antigo com 8 novas faixas, uma coisa bem enchendo linguiça mesmo…
E o povo já espera músicas dançantes com um refrão bem chiclete.
Falo chiclete porque a  primeira música de trabalho é praticamente um Trident bem mastigado, daqueles que você vai jogar fora e ele fica grudado no dedo!!


sexta-feira, 20 de novembro de 2009

História de canções: Chico Buarque


História de Canções: Chico Buarque” é mais um lançamento sobre a música brasileira que vem agitar o mercado de livros no Brasil. Basicamente a obra, escrita por Wagner Homem – amigo de Chico e curador de seu site oficial -, é uma biografia do compositor recheada de elucidações sobre o nascimento de muitas de suas músicas. O objetivo do autor foi simplesmente contar a vida de Chico e responder a perguntas como: “O que o Chico estava pensando quando fez a música tal?”, “Quem foi a musa inspiradora daquela canção?” ou “O que ele quis dizer com isso?”
Boa pedida prá presente de fim de ano .

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Adidas planeja lançar tênis por um euro



A Adidas planeja fabricar um tênis que será vendido por apenas um euro para pessoas que não podem comprar sapatos. O piloto da iniciativa se iniciará no próximo ano, em Bangladesh, inspirado pelo vencedor do prêmio Nobel da Paz, Muhammad Yunus, que sugeriu que a empresa apostasse em projetos sociais.





1 Mês de blog


E hoje, 18 de Novembro, o blog completa 1 mês.Não posso deixar de agradecer a todos que por aqui passaram... passam ......
Aproveitei a data e acrescentei umas músicas no player lá no fim da página.
Valeu !

terça-feira, 17 de novembro de 2009

CD de estreia do Strokes é eleito o melhor da década


Is This It, elogiado álbum de estreia da banda americana Strokes, foi colocado no lugar mais alto do ranking eleito pela revista britânica New Musical Express. Lançado em 2001, o disco tem sucessos como Last Nite, Someday e Hard to Explain.
A lista completa com os 100 melhores discos da década serão lançados nesta quarta ,dia18 ã na nova edição da NME, no Reino Unido.
Confira os 50 melhores:
1. The Strokes - 'Is This It'
2. The Libertines - 'Up The Bracket'
3. Primal Scream - 'XTRMNTR'
4. Arctic Monkeys - 'Whatever People Say I Am, That's What I'm Not'
5. Yeah Yeah Yeahs - 'Fever To Tell'
6. PJ Harvey - 'Stories From the City, Stories From the Sea'
7. Arcade Fire - 'Funeral'
8. Interpol - 'Turn On The Bright Lights'
9. The Streets - 'Original Pirate Material'
10. Radiohead - 'In Rainbows'
11. At The Drive In - 'Relationship Of Command'
12. LCD Soundsystem - 'Sound Of Silver'
13. The Shins - 'Wincing The Night Away'
14. Radiohead - 'Kid A'
15. Queens Of The Stone Age - 'Songs For The Deaf'
16. The Streets - 'A Grand Don't Come For Free'
17. Sufjan Stevens - 'Illinois'
18. The White Stripes - 'Elephant'
19. The White Stripes - 'White Blood Cells'
20. Blur - 'Think Tank'
21. The Coral - 'The Coral'
22. Jay-Z - 'The Blueprint'
23. Klaxons - 'Myths Of The Near Future'
24. The Libertines - 'The Libertines'
25. The Rapture - 'Echoes'
26. Dizzee Rascal - 'Boy in Da Corner'
27. Amy Winehouse - 'Back To Black'
28. Johnny Cash - 'The Man Comes Around'
29. Super Furry Animals - 'Rings Around The World'
30. Elbow - 'Asleep In The Back'
31. Bright Eyes - 'I'm Wide Awake, It's Morning'
32. Yeah Yeah Yeahs - 'Show Your Bones'
33. Arcade Fire - 'Neon Bible'
34. Grandaddy - 'The Sophtware Slump'
35. Babyshambles - 'Down In Albion'
36. Spirtualized - 'Let it Come Down'
37. The Knife - 'Silent Shout'
38. Bloc Party - 'Silent Alarm'
39. Crystal Castles - 'Crystal Castles'
40. Ryan Adams - 'Gold'
41. Wild Beasts - 'Two Dancers'
42. Vampire Weekend - 'Vampire Weekend'
43. Wilco - 'Yankee Hotel Foxtrot'
44. Outkast - 'Speakerboxxx/The Love Below'
45. Avalanches - 'Since I Left You'
46. The Delgados - 'The Great Eastern'
47. Brendan Benson - 'Lapalco'
48. The Walkmen - 'Bows and Arrows'
49. Muse - 'Absolution'
50. MIA - 'Arular'

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Obama diz que nunca usou o twitter




O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse durante a sua passagem pela China, nesta segunda-feira, que nunca usou o Twitter, o serviço de microblog de 140 caracteres fenômeno na web.

Obama, que na passagem pela China aproveitou para defender a liberdade na internet, surpreendeu a platéia ao comentar sua falta de habilidade com aparelhos eletrônicos, principalmente depois de utilizar a internet como uma das principais plataformas durante sua campanha à presidência dos EUA, em 2008.
"Eu nunca usei Twitter. Eu vejo que muitos jovens estão ocupados com isso, mas meus dedos são muito desajeitados para digitar mensagens no celular", brincou Obama durante o seu discurso na China.
Apesar da declaração, o perfil que o presidente possui no Twitter continua sendo atualizado diariamente, possivelmente por uma equipe especializada nas ações on-line do governo americano. A conta de Obama na rede social possui, aproximadamente, 2,7 milhões de seguidores.



sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Cranberries no Brasil?





A banda  Cranberries vai fazer show no Brasil no começo do ano que vem e vai passar sim  aqui em BH.  Os Irlandeses estarão no país entre a última semana de janeiro e a primeira de fevereiro para shows também em São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro.
Para a apresentação em BH, até foi criado um evento no Last.fm, dizendo que o show será no Chevrolet Hall dia 31 de janeiro e, inclusive, que as vendas de ingresso começam já no dia 25 de novembro.
É a primeira vez que a banda vem ao Brasil, mas a vocalista, Dolores O’Riordan, já fez shows em carreira solo por aqui em 2007.  Os shows vão mesmo rolar. Quem, teoricamente, deixou escapulir foi o Citibank, que patrocina a vinda do quarteto. Na página do banco, clique em “Programação dos Shows” e veja com seus próprios olhos. Clientes do banco podem comprar os ingressos já no dia 18 de novembro. O restante da galera pode comprar dia 25.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

E o msn.com muda de logotipo


                       
O visual está mais " clean e " moderno"  . Este é o novo logotipo do msn.com.
A marca ganhou uma simplicidade ímpar, onde sai a fonte bold e a cor azul e entra uma extra light cinza, e a borboleta ganha um ar mais abstrato.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Conferência reúne experts.


Um dos mais inspiradores eventos do mundo, o TED vai ter uma edição local em SP neste sábado.
Criado em 1984 nos EUA, ele funciona como uma espécie de conferência reunindo experts em áreas variadíssimas para palestras relâmpago de 5 ou 15 minutos cada, objetivas, dinâmicas e ricas em idéias. "Idéias que merecem ser espalhadas" é o mote deles. Entre os convidados que já participaram gente, como Bill Clinton, Michelle Obama, Al Gore, Bill Gates, Paul Simon, Philippe Starck e outros menos populares, mas igualmente interessantes.
Na edição paulistana, o TEDxSP, o fio condutor deve ser a pergunta: "O que o Brasil tem a oferecer ao mundo agora?". Na seleção de palestrantes estão o pianista prodígio Vitor Araujo, de 20 anos; Ronaldo Lemos, único brasileiro integrante da cúpula do Creative Commons; Regina Casé; o publicitário João Paulo Cavalcanti, um dos fundadores da Box 1824; além de um biólogo, uma química, um babalorixá, jornalistas e gente envolvida com projetos que trouxeram algum tipo de inovação em suas áreas (de automobilismo a educação e engenharia).

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Morrissey leva garrafada na cabeça


Morrissey se apresentava no último Sábado (07-11) em Liverpool, quando de repente uma garrafa foi arremessada na sua cabeça.
Foi pouco mais de uma música e meia o que os milhares de fãs de Morrissey conseguiram assistir.
A produção supostamente insistiu, mas ele desistiu de concluir o show deixando milhares de fãs revoltados.

Gênio, Criativo, Único!


                                           


Conversei com o Claudinê Albertini, um grande gênio do rádio.
Confira:


1) Onde tudo começou para você no mundo do rádio?

Como ouvinte, foi em Bambui, minha terra que fica no centro oeste de Minas.
A única rádio que se ouvia por lá desde o começo do dia (as cidades do interior acordavam com ela) era a Inconfidência, a nossa Nacional daqui (foi inaugurada uma semana antes da Nacional do RJ)
Embora eu morasse no centro da cidade, lembre era um programa sertanejo “Cumpadre Belarmino”, ou Bentinho do Sertão.
Tinha cheiro de fazenda, roça, sertão.... Eu era apaixonado por rádio desde os meus 3 anos de idade.
Quem diria que um dia eu teria tal honra em criar uma outra rádio (FM) la na própria, a Brasileiríssima ou a nova Inconfidência FM ,hein?
Eu gostava tanto da rádio que ganhei numa “birra” o direito de vir visitar a rádio aqui em BH. Minha mãe Geralda Farah e meu pai Augusto Albertini me trouxeram.
Foi a primeira vez que o menino Claudinê veio para BH onde conheci a rádio na Feira de Amostras. Foi um sonho realizado.
Poucas rádios chegavam com seu sinal ao interior mineiro por AM. Pegavam à noitinha e no inicio do dia iam desaparecendo.
Fui descobrindo à medida que surgiam novos aparelhos, que havia muito mais além das Ondas Longas, as Médias e Curtas. Os aparelhos eram chamados de rádios “rabo quente”. Claro que depois os aparelhos de rádio se modernizaram. Viraram já no final de 50 as eletrolas.
Fui ouvindo as rádios uma a uma em oc. de dia, conhecendo o meu país através do rádio. Foi mais ou menos parecido com aquela mesma paixão, quase loucura de ficar procurando novidades na internet a partir de 99. O Brasil da Nacional do Rio de Janeiro e suas novelas(Gerônimo, o herói do Sertão, O Anjo) programas de auditórios(Cesar de Alencar) orquestras ao vivo(Radamés Gnatalli) a Orquestra Tabajara de Severino Araujo, além de nomes como Ângela Maria, que eu amava, o Luiz Gonzaga e tantos outros nomes da nossa MPB. Ouvia ainda programas da Rádio Bandeirantes (Pic Up do Pica Pau) além do futebol a Cultura de SP e Eldorado.. Já eram diferentes entre si na linha musical.
Depois de terminar o Primário e o Ginasial, como muitos colegas, viemos para a cidade grande, nossa linda capital BH.No entanto foi com a bossa nova que surgiu por volta de 58 ou o rock do Elvis e suas variantes, que foram mudando a cara e segmentos do nosso rádio. A chegada da nova MPB, a música e a voz do João Gilberto (mais intimista) abriam espaço para outras ondas, outras alternativas.
Isto foi praticamente definindo os campos de audiência e gostos da época em que vivi minha adolescência pelo rádio (mesmo o rock da Cely Campelo, Sergio Murilo etc.) Nossa pré jovem guarda em São Paulo, onde era mais fortes que o Rio no segmento.
Ainda estudante, ouvia a Mundial (em OT) Big Boy, que criou seu estilo de comunicar com aquela voz rouca.Com a chegada da TV, o rádio sofreu muito e perdeu grandes profissionais que migraram para nova onda, a TV.Vieram os vários estilos, como por exemplo, aTamoio correspondente à Mineira daqui de BH. Era o slogan, Música somente música. De um lado as “musicais e de outro as ecléticas (futebol esportes, serviços). Aqui em BH, era ouvinte da Mineira (Marco Aurélio, Weber Borges) .Muita MPB, festivais e hits internacionais.
Naquele tempo (evangelho ahaha) eram as preferidas pelos estudantes.
Tinha o factorama, programetes jornalísticos com poucos minutos entrecortando a programação musical nas horas cheias. Conheci tudo isto quando fui cantor da TV e comecei justamente na Inconfidência e mais tarde fui para a TV Itacolomi(Brasa 4).
Mais tarde, mais uma mudança ocorreram aqui em BH com o surgimento da Rádio Cultura AM( soul, rock, pop) que fez um furor no mercado, bem mais jovem e irreverente(Geraldão) Caiu no gosto do estudante.
No esporte, ouvia a Guarani ou a Inconfidência(Jairo Anatólio ). Mais tarde veio o Vilibaldo para a Itatiaia e bem mais tarde ainda o Willie Gonzer com o Alberto Rodrigues. (estão por aqui até hoje)
Os estilos mudavam e passei definitivamente a ouvir a Itatiaia AM e sou fiel ouvinte até hoje à escola(que também precisa mudar). Ainda usa termos do tipo: TENTOS(????)
O time tal venceu por dois tentos a zero(ahahah) Passa batido né?
Mas existem em outros meios, GURI, que soa meio antigo não???? Não é expressão de hoje né?
Mas é um rádio altamente profissional e meus parabéns aos projetos mineiríssimos do grande Januário e tocados com muita competência pelo Emanuel Carneiro. Temos orgulho da Itatiaia claro, como da Inconfidência, fizeram escola.

2) Quais as rádios você trabalhou?

- Radio Minas AM (apresentei e dirigi o programa Ensaio Geral 1971)

- Diretor Artístico da 98 FM de 1972 a 1978

- Criei e fui Coordenador da Inconfidência FM, criei a Brasileiríssima ( 1978 a 1986).

- Coordenador das rádios 98 FM, Terra FM, Anchieta(Sistema Newton Paiva Del Rey de Comunicação) 1986 a 1988.

- Diretor Artístico da 107 FM, 1988 1992

- Consultor da Guarani FM, 2001



3) Qual o maior desafio em dirigir uma emissora de rádio?

Muitos. Como lancei várias, cada uma exigiu diferentes desafios. Em linhas gerais: apurar o feeling e pulsar com o seu tempo.
Criar um projeto artístico distinto para cada emissora(cada uma com sua cara).

Formar a equipe de produtores, programadores musicais, jornalistas etc. E ainda dar IBOPE sem estruturas internas(muito comum por aqui).
Com as rádios da rede Brasil, a briga ficou mais pesada para todas as locais né? E isto começou lá atrás há anos nas AM. Mas eu sempre acreditei em criatividade e não em "coordenadores(leia se gerentões
de rádio).  Fazer rádio é bem mais complexo. É muito mais que música, vinheta, comerciais e chamadas) É mais conteúdo cultural, de serviços. Eles, os gerentões que nada entendem de rádio, acabaram com  a alma, o sentimento de criação de um veículo de comunicação.

Foi este o motivo principal da minha saída do meio: desilusão. Me machucaram .
Muito e preferi, sem criar, me afastar definitivamente do rádio.
Se bem que muitos tiveram comigo esta atitude agressiva, quase física(prefiro me resguardar)
Para ilustrar o fato, a saída de alguns nomes do mercado, como o mestre Geraldão depois da Cultura, o Zancar Duarte(98, Terra e outras) o Dênio Albertini da Guarani depois de um belo trabalho, foi outro que jogou a toalha.
Quando fui chamado para a 107 FM, pelo Promove para iniciar o projeto com  um transmissor de 1 kilowatt(o mesmo que estava comigo na Del Rey) eu já não  tinha mais espaço para trabalhar no rádio.
Os projetos criativos murcharam.
Para mim o rádio é muito mais do que esquemas modernosos, scratchs, ou velhos DJs autofágicos: é linguagem de 30 anos atrás. Estão se repetindo em fórmulas e linguagem do século passado(é sério).



4)Como você vê o panorama atual do rádio no Brasil ?

O veículo anseia,mais que nunca de novos formatos e conteúdos. Elas se repetem.

Fiz rádios para jovens, adultos e contemporâneos. Todas foram "comportamentais"

Lembro, que o rádio criativo, é mutante e nenhum garoto gosta muito, de ficar se repetindo(nem em roupas).

O rádio veste seu ouvinte.O veículo é  catalisador do seu tempo.

Fico triste quando as pessoas dizem: ah aquela rádio que toca só MPB, ou a que toca sertaneja?

Fazer rádio assim, neste modelo de tocar apenas música, é muito limitado e seu  formato tem hoje muito mais efeitos e vinhetas que projetos criativos.
Limitam o veículo a ser adjetivado pelo “estilo de música que toca”, pop, rock, ou  Dance.
Há um medo de inovar e se der errado caírem na pesquisa.
Nunca tive medo e sugiro que também procurem novos formatos e que criem
Ousar SEMPRE.
É muito mais que 10 mais ou menos(ahahaha)
É um veículo de comunicação de um tempo.... e não caixa de músicas, uma atrás da outra


5)Como você vê o rádio daqui a 10 anos ?

Fazer futurologia é exercício de percepção e dedução. A internet abriu caminhos. Estamos vivendo o tempo da pulverização da macro, para micro mídia. Os conteúdos estão sendo pulverizados e os méios se multiplicam (os celulares por exemplo)
O tempo é de criar veículos híbridos que se multipliquem e exigem de novidades constantes. Isto muda tudo, pois tudo agora é meio(mas começo e fim)
Eu acredito que num único espaço, uma interface, teremos em um player ou tocador com centenas de canais, cujo conteúdo possa estar à disposiçào do ouvinte.
Antigamente o programador programava com um list não é?
Pois hoje, o veículo disponibiliza em streaming(sem ser preciso baixar a mp3) para o seu ouvinte, que tem o trabalho apenas de programar a tal sequência que quer ouvir.
Adeus programador de música. O controle agora está nas nossas mãos. Acabou o ouvinte passivo.
O conteúdo vai migrar para onde queremos tocar (o celular atual ja é um tocador de mídias)Em breve descobriremos muito mais criações para este mundo plural e integrado, mas sem eixos.
Novos formatos de mídias com seus conteúdos variados.
Programas em streaming para que cada pessoa possa programar a sua sequência musical ou outros conteúdos. Mudam as interfaces que precisam de conteúdos e criações.
É preciso ficar atento para isto: todos somos a mídia agora.
Acabou a máxima: VOZ DO DONO (OU É O DONO DA VOZ)
Fim da ditadura.
Nós queremos muito nós sabemos mais. Acabou amigo.
E o Brasil, este país plural? Tem uma música tão rica, que exige veículos muito mais ousados para mostrá-la ao mundo. Não ha limites. A internet abre esta democracia de estilo e gêneros.
O futuro chegou amigo que bom né? Somos agora a própria mídia, ou cada um faz a sua.

6)Como vê o profissional do rádio de hoje de maneira geral ?

Se for para fazer plágio, basta um cara para dar um play.

Há pouca criatividade no ar, apenas botões e máquinas frias. Fabricam DJs, mas derrubam a criação.

É um mercado que já foi melhor. As chamadas ecléticas( ficaram poucas) estão alinhadas e formatadas assim há anos. Surgiram "as que tocam notícias," mas são segmentadas apenas, é preciso mais para
jovens(cuja faixa vai desde o pré-adolescente) .Experimentei a 107 FM e há espaço até para babás eletrônicas.....(ahahaha)
Há muito espaço no ar e na grande rede para mudarmos sem limites .
Experimente, inove, crie, foi assim que revolucionamos alguma coisa..

Se não substituirmos o "Coordenador de Produção (quase um gerente de escalas de profissionais) por um "diretor artístico", eu não acredito que o processo criativo no rádio se renove ou saia das cópias. Será sempre uma orquestra sem arranjador ou maestro. Sem cara e sem coragem. Ou seria “zen” vergonha”. zen nada.

7) Você , sempre foi referencia para muitos profissionais de Comunicação devido a sua forma de trabalho, competência, etc.. Já pensou em escrever um livro com dicas de toda essa sua experiência?

Quem sou eu amigo.
Tive que encontrar saídas, entradas(até bandeiras) Isto me fez aprender a “me virar”
Passei minha vida (durante 30 anos) por detrás de muitas fms, fios, gambiarras, microfones etc.
Vivi o ensaio e erro, que bom.Tive que formatar tudo: projetos, veículos, profissionais e ainda dar
audiência.Ha uma tendência do departamento comercial, interferir no projeto do veículo, como se ele entendesse alguma coisa de rádio. Jamais tiveram feeling para dirigir uma e até mesmo sugerir. Atrapalham. Por isto vieram as coordenações e o jogo de poder. Perde o artístico sempre, mas o veículo perde muito mais, inclusive a audiência. Já trabalhei em fms que não faturavam com a rádio em primeiro. Preferiram derrubar a artistica e determinaram o fim e o fechamento(mais tarde a venda) da empresa.
Encarei muitas "guerras", inclusive políticas” numa rádio do governo onde fui afastado várias vezes(forças ocultas existem meninos) Depois me devolveram a coordenação até que nos demitiram(cerca de 50 profissionais) .Eu encarei muitas crises vindas deste embate entre artístico x comercial .
E eu nunca tive medo de ser feliz com que eu dirigia. Assumimos todas as barras juntos.
Por isto outras “cositas mas” deixei o rádio Mas não escondo que sinto saudades de tudo, eu acredito nele e nos profissionais. Há uma crise em toda a cadeia de comunicação. Mas a maior está no ar.
E a criação? Por onde andam os milagreiros de plantão. O merchandising não irá nos salvar amigos, acreditem. O rádio é mais que “efeitos especiais”. Hoje qualquer garoto faz.
Bem feito né? Isto propicia a mudança e a aprender a morrer, pois nada é eterno ou intocável. Tudo renasce....Tudo é permitido, tudo é maravilhoso(já cantava a Gal né??



8) Atualmente, quais rádios, programas de Tv, você curte?

Acho que muita coisa está como antes, sem muita criatividade( sem crítica a nenhum profissional ou veículo).
Minas tem, como sempre teve, um dos rádios mais criativos do Brasil.
Vamos continuar criando?
Isto significa: o rádio nunca foi apenas musicas ou apenas notícias, mas um catalisador"da nossa sociedade. É dinâmico e mutante.Tem que ser comportamental e in-temporal (não atemporal).
Na TV, o CQC, um programa que eu gosto muito. É inteligente num novo formato.
A nova TV digital está ficando cada vez mais linda né????
E mais: o controle está em nossas mãos, como tudo.
Gosto dos canais GNT, SPORT TV e MULTISHOW.
Estão dando um show de lay- out, conteúdos, ousados e criativos com novos talentos produzindo e criando muito.Viva a vida inteligente.Crise se vence com criação. Precisamos mais que nunca dela .
Viva o renascimento.

9) E as bandas, cantores, quem mais você ouve hoje?

Continuo ouvindo nossas bandas brasileiras e internacionais (a década está mudando e pelo que ouço pela internet (são milhares em streaming) tem muitas tendências e nenhuma música que seja a cara do terceiro milênio. Muita Beyoncés, Rihannas, que até gosto, mas saturaram .
Gosto do Techno e suas variações.
Mas gosto mesmo da nossa MPB, dos músicos brasileiros, gênios intemporais da "velha nova turma" dos anos 50, 60, 70,80. 90 e que continuam atuais, são matrizes eternas.
A música do terceiro milênio ainda não deu as caras para mim.
Assim sendo, continuo aguardando com ansiedade algum diferencial.
Afinal não é fácil bater estes velhinhos que ainda estão por ai arrasando
Dos novos, são poucos, prefiro esperar mais um pouco.
Minha geração é a da síntese e nada mais me comove dos Beatles, Stones, Genesis, Yes, Floyd, Miltons, Toms, Caetanos, Cazuzas, Cartolas etc e tal....Tem gênios ainda no ar, brasileiríssimos(o caldeamentos de todas as raças, a fusão, a integração).
Este é o novo velho rádio, alegre, criativo com a cara do nosso tempo, que vai e vem com o tempo, como uma onda no ar.

10) Pra finalizar, conta algum fato curioso, engraçado , que até hoje te faz lembrar dos bons tempos de rádio.
Aconteceu num dia muito estranho, o sol não apareceu(ahahaha)......(comercial)
Foi quando um locutor noticiarista brigou por qualquer motivo com o chefe de jornalismo.
O jornalismo da Inconfidência tinha uma máquina Olivetti no departamento que falhava e saltava teclas. Como no papel não apareciam as letras os locutores sempre deduzindo, cobriam o erro e completavam a falha no ar. Um dia, o chefe do Jornalismo chamou a atenção com o apresentador do noticiário por
"inventar palavras no texto lido. Ele, o locutor, falou pra gente:
_ Ah é assim? Então o que vier escrito eu leio.
Um dia leu a seguinte manchete se não me falha a memória: O`Vice- Presidente A.... C.... acaba de descer do avião amparado por "duas mulatas". Todos morremos de rir e o chefe subiu a escada(o estúdio era no andar de cima) com muita raiva pela "gafe" do noticiarista. O certo seria"amparado por DUAS MULETAS.
No caminho ele se encontrou com o referido locutor e ele sacou esta: você não disse que eu deveria seguir ipsi literis, como estava escrito?  Pois é, leia aqui. E estava lá MULATAS.
E aconteceram várias vezes depois deste incidente como uma outra vez: " com o naufrágio do navio na costa do país....(cita) morreram vários "papagaios" (a palavra corrreta foi digitada errada. O correto era PARAGUAIOS.
Qua qua qua.
Esta gafe foi para o ar em AM, FM E ONDA CURTA.



sábado, 7 de novembro de 2009

Orkut é a mais frequentada por jornalistas no Brasil

Pesquisa realizada pela S2 Comunicação Integrada detectou que o Orkut é a rede social mais frequentada pelos jornalistas brasileiros, com penetração de 83,5%.Em segundo lugar está o Twitter (48,8%), seguido por Facebook (33,1%), MySpace (20,1%), Flickr (18,9%) e Linkedin (15,8%). Entretanto, o Twitter é a ferramenta atualizada com mais frequência. De acordo com a pesquisa, 51,7% dos usuários postam novos tweets quatro vezes ou mais por semana.A utilização do Orkut e do Facebook é menos constante - 54,9% e 60,9%, respectivamente, atualizam seus perfis uma vez por semana ou menos.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Exigências do Faith No More em BH





E o FAITH NO MORE toca em BH neste dia 8 de novembro, domingo, às 20h, no Chevrolet Hall.

A um longo tempo atrás os caras emplacaram vários hits e até mesmo fizeram uma turnê com o Metallica.
Confira a lista de exigências do Faith No More para o show em BH:

24 toalhas pretas fofas como um coelhinho num ensolarado dia de verão;
2 pacotes de Baby Wipes (lenços umedecidos);
Uma lista com todos os bordéis nas redondezas;
Uma garrafa de mel orgânico;
Querem experimentar frutas regionais e comidas locais;
12 Kinder Ovos;
Meias pretas e brancas;
Jornais internacionais (New York Times, The Sun, entre outros);
Revistas pornôs, heterossexuais e gays.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Já trocou livros?


Todo dia, ao ligar o computador, já tenho minha rotina de navegação programada: orkut, facebook, email, blogs, twitter, não necessariamente na mesma ordem! É engraçado reparar como alguns sites e blogs acabam fazendo parte do nosso dia a dia. Em breve, quero fazer uma lista com alguns deles.
Mas, hoje, quinta, 05/11, como eu estou completamente meio desmiolado por conta dos últimos 5 meses afastado do rádio, vejo que o dia vai ser prá lá de corrido. Mil coisas acontecendo em BH e infelizmente não poderei ir na palestra do André Midani (autor de Música, Ídolos e Poder), livro super indicado e que estou quase acabando de ler. Mas vou deixar  uma dica pra quem não vive sem aquele bom livro de cabeceira:
No Trocando Livros, você cria uma lista com o que deseja trocar. Se alguém se interessar, você o envia pelo correio e ganha um crédito no site para solicitar um exemplar à sua escolha. Esses créditos também podem ser comprados, e custam R$14,90, cada. Ao todo, são mais de 20 mil títulos disponíveis.
Já no Livra Livro, você monta a lista de livros que você deseja trocar e os que quer obter. Depois basta aguardar um e-mail do site avisando que encontrou uma troca para você. No Orkut, comunidades como a “Quero trocar livros com vocês“, organizam suas próprias atividades e trocam indicações. Para evitar desentendimentos entre os membros, quem está a menos tempo no fórum deve enviar o livros primeiro. O mais bacana é que dá para conseguir livros lançados há pouco tempo em bom estado gastando quase nada, diferentemente dos sebos.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Bicicleta na moda



O tempo passa e  todo o mundo tenta de alguma forma se adaptar as novidades e até mesmo aquilo que já ta rolando a muito tempo.
E nessa onda, a bicicleta passou a ser moda.
Dizem que o  movimento começou em 2007, quando a Prefeitura de Paris passou a disponibilizar para locação da população cerca de 20 mil bicicletas com design exclusivo, espalhadas em 1.500 pontos da capital francesa. O projeto, batizado de Vélib – contração de “vélo” (bicicleta) e “liberté” (liberdade) – fazia parte da política de promoção dos transportes alternativos defendida pelos ecologistas.
Não é novidade você andando pelo centro de BH, Savassi ou Avenidas como a do Contorno se deparar com ciclistas fashion circulando. Faz bem prá saúde, para o planeta, mas exige de todos os motoristas atenção e respeito.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Projeto sempre um papo


O jornalista Edney Silvestre lança seu quinto livro, Se Eu Fechar os Olhos Agora (Ed. Record). O autor aborda neste romance um crime brutal contra uma linda mulher, morta e mutilada numa pequena cidade da antiga zona do café fluminense.  

O escritor estará em BH para participar de mais uma edição do Projeto Sempre um Papo que acontece dia 09 de Novembro, no Teatro Ceschiatti ás 19.30.

Madonna novamente no Brasil


Saiu hoje, 03/11,   na coluna da Mônica Bergamo da Folha , que a  Madonna virá ao Brasil interessada em projetos sociais. Viria para estudar apoio a projetos sociais como os que realiza na Africa, onde ajuda crianças orfãs e carentes. Diz a coluna que a "situaçao de miséria em que vivem algumas crianças" impressionou a cantora quando ela esteve no país em dezembro. Os preparativos para a viagem "estao a pleno vapor" e Madonna ficaria a maior parte do tempo no Rio.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Lançamento de livro




Recebi um convite para esta Sexta–feira dia 06. No sindicato dos jornalistas , Edgar Villafort lança o livro “Memórias de um ativista”. Em um primeiro momento o autor conta a trajetória de um jovem que fugiu de Portugal como clandestino em uma embarcação, com destino ao Brasil, ás vésperas de ser ordenado sacerdote.

Minas Trend Preview


Entre 4 e 7 de Novembro na Lagoa dos Ingleses, acontece  mais uma edição do Minas Trend Preview.
Em números: 18 desfiles individuais, salão de negócios com 163 estandes de grifes mineiras e de todo o país nos mais variados segmentos da moda: vestuário, calçados e bolsas, jóias e bijuterias realizado em uma área de mais de 11 mil m².
As grifes que farão o desfile individual são: Alphorria Cult, Apartamento 03, Barbara Bela, Cila, Condotti, Cosh, Coven, Diarium, GO (Graça Ottoni), Faven, Mabel Magalhães, Patachou, Patrícia Motta, Printing, Squadro, Victor Dzenk e Vivaz.

No segmento de calçados e acessórios, o Minas Trend Preview conta com as criações de A Fábrica – Rogério Lima, Celso Afonso, Claudia Marisguia, Claudia Mourão, Debora Germani, Elisa Atheniense, Getulio, Luiza Barcelos e Paula Bahia. Camaleoa e Mary design completam o time com jóias e bijuterias.

Pela primeira vez o Minas Trend Preview abre as portas para o talento mineiro em um concurso de novos estilistas e designers. A principal delas é o Desfile BOX, onde são lançadas coleções de novas marcas mineiras, promovendo o talento e potencial destes estilistas mineiros e valorizando o trabalho de maquiadores, modelos, DJs e profissionais da área.

Novos talentos , grana e.....


Gente, a Converse  criou o Art Collabs para revelar novos talentos artísticos .A marca abriu espaço para a livre inspiração e colaboração na criação de modelos do tênis mais famoso do mundo: o Chuck Taylor All Star. Os modelos vencedores do Art Collabs serão produzidos pela Converse e vão entrar para a coleção Outono / Inverno 2010 da marca. Além da oportunidade de terem uma criação sua produzida pela Converse, os vencedores ganham:

R$ 2.000,00 em dinheiro;

Um ano de abastecimento em tênis CONVERSE - 12 pares, 1 por mês, a escolher no catálogo, com exceção de modelos importados, sujeito a disponibilidade;

Alguem ai afim de participar?? heim heim?

domingo, 1 de novembro de 2009

Kings of Convenience



O ano era 2005 e lá pelas madrugadas de insônia conheci o Kings of Convenience.Uma banda que gosta de silêncio, desde que lançaram seu álbum de estréia, "Quiet Is The New Loud".
Quase 5 anos depois a dupla  norueguesa , formada por Erlend Oye e Eirik Boe  lança "Declaration of Dependence". Tempo longo prá todos nós fãs do Kings of convenience, mas que pelo jeito valeu a pena a espera. Depois de investidas de ambos em trabalhos paralelos, este terceiro álbum já avisa no nome que, sim, eles são um tanto dependentes um do outro. "‘Declaration of Dependance' é a história de duas pessoas levando duas vidas bem diferentes sentindo que são imensamente mais poderosos juntos que separados", confirma o texto de divulgação do disco.
Mais maduros, este novo trabalho é 100% acústico, com discretos pianinhos, violinos, zero percussão, voz e violão conduzindo a coisa, calma e tranqüila como a praia em fim de tarde de verão registrada na capa.
São 13 músicas no novo cd . Eu ouvi , gostei e viajei em :
* "Mrs. Cold".
* "Freedom and Its Owner",
* "Rule My World" e
*  "Me in You",
Eu diria, por mais fã que sou da dupla, que esse novo cd é bom pra acordar num domingo, pra um dia qualquer na praia, de preferência em boa(s) companhia(s).





Blogs e música



Percebo que  o  Soulseek, Kazaa , emule  e outros sites prá baixar música perderam força. Atualmente só uso o  http://www.4shared.com/ que é rápido, prático e leve . O bom do 4shared é que ele faz com que você pesquise e entre não somente naquela música que está procurando , mas que conheça outras.
Alguns blogs estão disponibilizando links  para quem quer  ouvir e baixar álbuns antes de seus lançamentos. Isso é mais um motivo pra você ir a caça. Pesquisar. Encontrar. Criar o hábito de não se contentar com uma música que você ouviu na festa, na balada, na trilha da novela, do cinema. Você acaba achando coisas bem além do que procurava.Assim acontece comigo a longo tempo.
Um dos mais populares pra quem curte electro, rock, folk e afins é o  http://www.nodata.tv/, que entre os mais recentes posts inclui uma gravação ao vivo do Fever Ray, o single de "Bye Bye Bayou", do LCD Soundsystem, e até a trilha do Unkle, projeto de James Lavelle, para um desfile de Alexander McQueen.
Outro endereço onde dá pra ser bastante feliz é o Bolachas grátis  http://www.4shared.com/, blog português que além de links para downloads, disponibiliza atalhos para compra do original, MySpaces, infos sobre gênero musical, resenhas e até um canto para "encomendas".
Neste blog, os downloads são entendidos como uma espécie de degustação musical e todo e qualquer pedido de remoção é prontamente atendido. Atualizado por várias pessoas, o Bolachas funciona em esquema de padaria, com vários posts por dia, dedicando espaço a bandas pop, novíssimas e outras completamente obscuras.
Investindo forte em nomes famosos e populares, o    http://newalbumreleases.net/ antecipa vários lançamentos aguardados, como o "This Is It", de Michael Jackson, e os novos de Robbie Williams, Bon Jovi, Carly Simon e Annie, facilitando a vida de quem procura algo separando tudo por gêneros/ seções, como rock, pop, indie, eletrônica, metal e rap.




sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Pense Moda em São Paulo



Acontece de 3 a 5 de novembro, a 3ª edição do Pense Moda, na FAAP, em São Paulo.
Como os ingressos esgotaram-se poucas horas depois da abertura das vendas, pela primeira vez o evento será transmitido pela internet através do site da Renner, patrocinadora oficial do evento.

Rápidas


* Novo álbum do Red Hot Chili Peppers vem com influências de batidas do Radiohead e piano.
* Alô Alô Terezinha é  um documentário sobre o folclórico apresentador da TV brasileira,Chacrinha.
* 8 de novembro, às 20h no GNT rola especial com a cobertura dos desfiles do "Oi Fashion Rocks".
* Akon pode ser a atração internacional do Festival de Verão de Salvador, em janeiro de 2010.
* BH tá um silêncio, um deserto, um vazio, cadê o povo dessa cidade?
* Próxima semana tem ELETRONIKA , aí o povo volta. Recebi 1 convite irrecusável.

Plastic life

Olha que legal: o artista francês Vincent Bousserez utiliza bonecos de plástico em miniatura para reproduzir cenas da vida cotidiana. O fotógrafo e designer gráfico diz que teve a ideia de 'Plastic Life' (Vida Plástica, em tradução livre) depois de se encantar com uma loja de miniaturas. O trabalho de Bousserez pode ser visto no Flickr do artista flickr.com/photos/bousserez e no site da sua agência twentyonehundred.fr. Agora olha só isso:


quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Enquete

E tá rolando uma enquete aí do lado. Não deixe de participar.
Achei 2 Vans que são sonho de consumo prá qualquer louco por tênis:


Comentário de um leitor

Este foi um comentário de um leitor do BLOG, chamado CLAUDINÊ ALBERTINI. Em breve, quero e preciso muito falar deste gênio do rádio.
Confiram:
Primeiro parabéns Marquinho pelo Blog. Tá genial. Sucesso.
Tem classe, conteúdo e balanço(não podia faltar)Tem até um bg com beat
Segundo,abre de cara este espaço com o livro do André Midani: Música, Idolos e Poder.
Li e releio sempre. É uma aula para todos nós do meio. O André é um cara que aprendi a admirar e com quem tive o prazer de trabalhar durante aquelas décadas de 70,80,90 (que coincidem e se cruzaram com as nossas mudanças (de rádios fm mpb, novos artistas,selos etc). Ele na Emi-Odeon,Polygram,Wea e eu na 98 fm, Brasileiríssima e 107 fm, a rádio do estudante. Ele mudava de gravadora e eu de rádio. Foram anos riquíssimos e de muitas mudanças na nossa mpb, pop,rock.. e com certeza foi ele o grande gênio e visionário que provocou esta reviravolta no mercado da nossa MPB.
Um gênio adorável, chique e charmoso.
Tive o prazer de conviver um pouco com ele pessoalmente(de vez em quando ela aparecia por aqui em BH, onde foi casado com uma mineira) Sempre quando nos encontravamos,discutiamos os rumos da nossa música(em pleno boom das fms)da produção musical crescente, do pop rock e da nossa mpb mineira pouco gravada.Ele sempre achou o músico mineiro "muito introvertido" e tímido,dizendo que o artísta mineiro em palco não se assumia como artista e coisa e tal..Deu até rebu,pois foi ao ar esta entrevista com o André. No livro o André tem a mesma fluidez ao descrever aquela época difícil que o país passou com uma visão atemporal e com detalhes riquíssimos.
Com a sua visão provocou a fusão, o choque criativo de todos os artistas,compositores e até de críticos musicais.
Polêmico e inovador, foi o seu toque de Midas(parece próximo do nome dele né?)que conseguiu trabalhar com estes contrários magicamente Acho que a alquimia dele funcionou. Tai o resultado deste caldo cultura.
Foram inúmeras as conversas que tivemos e me lembro dele dizer: Claudinê eu gosto do seu trabalho em fm, é comportamental. É assim que eu procuro trabalhar com meu pessoal
Quase fomos parceiros no lançamento do grupo de progressive rock mineiro o SAECULA SAECULORUM que eu era o produtor musical(1975) O disco dos meninos seria o primeiro lançamento do André na WEA(com o Liminha dirigindo) Mas o projeto foi abortado pois o grupo implodiu para nossa surpresa....Hoje eu me pergunto: será que o Midani estava certo???). Por quê os músicos José Audisio, Giacomo Lombardi, Marcus Vianna, Edinho e Bob Walter um belo grupo de progressive rock não deu o start???
Sugiro que leia, o livro amigo. Você vai sentir a genialidade e os toques do mago Midani.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

COLDPLAY


28 de Fevereiro (Praça da Apoteose no Rio de Janeiro) e 2 de Março (Estádio Morumbi) em São Paulo.
Estas são as datas dos show da minha segunda banda preferida: COLDPLAY.
Os ingressos variam de 160 a 600 reais.

Pepsi

A Pepsi, que recentemente mudou totalmente sua embalagem, agora está com nova campanha no ar intitulada: “Comida com Pepsi: Sim"
Confira:

Bg * fita K-7


A música que você está ouvindo enquanto navega pelo blog está lá embaixo no rodapé, uma fita K-7. Caso não queira ouvir ou dá um tempo é só ir até lá e apertar a pausa e navegar sem som!!!

Google* Facebook


Dois gigantes da internet, o Google e o Facebook, estão tomando medidas para se aproximar da indústria da música e se aproveitar melhor dela.

O Google deve anunciar seu serviço em breve. Segundo prevê a agência de notícias Bloomberg, o usuário irá encontrar partes de músicas, vídeos e notícias ao buscar por um artista ou uma banda. No novo serviço, estariam artistas de gravadoras como Universal Music, Sony Music, Warner Music e EMI.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Tendências * La Roux


Tendências vão. Tendências voltam. No mundo da música não é diferente.
Quem vai até os anos 50 e faz referência a Elvis Presley é a vocalista do duo La Roux, Elly Jackson.
Topete do bem. Você não acha?